Dores depois do treino?: saiba o que usar, frio ou calor?

By:Ativo

Você tem dúvidas de quando aplicar gelo ou calor depois de uma lesão, queda ou dor muscular? Essas são as principais formas utilizadas para o alívio de dores, especialmente as que resultam de lesões e traumas durante a prática de esportes. Mas quando usar um e quando usar o outro? Ou quando usar os dois?

O frio contrai os vasos sanguíneos e diminui o inchaço, o metabolismo local e o estímulo para o sistema nervoso, que realiza e coordena a contração muscular e a sensibilidade. Já o calor, na maior parte dos casos, dilata os vasos, melhora a função muscular a elasticidade dos tecidos (tendões e músculos) e relaxa a musculatura.

Alívio de dores e o que é mais indicado

Para o alívio de dores o frio é sempre bem-vindo em lesões mais agudas. E o calor, em lesões mais crônicas. Mas isso de modo geral. Por exemplo: para um estiramento muscular, ou fadiga por excesso de treino que cause uma contratura muscular use gelo.

O gelo é um anti-inflamatório. Mas existem outras duas funções importantes do gelo para o alívio de dores: o relaxamento muscular e a analgesia. Ao resfriar o local, a sensibilidade dos nervos é reduzida e o cérebro entende que houve diminuição das dores – e relaxa o músculo. Recomenda-se o gelo em bolsas térmicas, mediante a compressão do local da lesão durante 20 minutos, a cada duas horas, nos primeiros dias.

Mas do contrário, se a pessoa tem uma tensão muscular sempre após os treinos, o alívio de dores acontece por meio do calor. Os vasos sanguíneos são dilatados, facilitando o fluxo de sangue no local. Isso contribui para um aumento do aporte de oxigênio aos tecidos da região, facilitando suas funções. Nesses casos, o calor também pode funcionar como um componente de analgesia (alívio de dores), ao reduzir a contratura muscular.

Para o alívio de dores como câimbras, encurtamentos, fadiga muscular leve, entre outras, recomenda-se tanto com gelo, quanto calor. Em processos inflamatórios articulares onde há necessidade de ganho e amplitudes de movimentos, pode-se intercalar calor e frio no local, pois o calor auxilia a vascularização sanguínea e,o gelo diminui os efeitos inflamatórios.

 

Cuidados

Para o alívio de dores, o calor seria contraindicado em processos agudos, como traumas com edemas e derrames articulares, pois nesses casos poderia aumentar o processo inflamatório. O frio seria contraindicado em contraturas musculares, assim como em lesões de tendão, pois o gelo diminui o aporte vascular. Tanto calor como gelo, quando usados por tempo prolongado ou de forma incorreta, podem causar danos. Se as dores persistirem, procure um médico.

Equipamentos

Os equipamentos para crossfit ajudam a manter a estabilidade de áreas que são mais sensíveis e que recebem mais peso. Ajudam muito a manter a saúde de joelhos e punhos e evitar lesões, e na BeStronger você encontra os melhores equipamentos, com a maior qualidade e o melhor atendimento!!!!

Dor de lado? saiba como evitá-la!

Durante um treino, você aumenta o ritmo das passadas e sente o primeiro desconforto entre o fígado e o baço. Para não perder o ritmo, mantém a mesma intensidade da corrida, mas, nos minutos seguintes, o problema não te abandona, trazendo dificuldades para respirar e um forte incômodo na região “do lado”. O conjunto de dificuldades mina seu desempenho até que o mal-estar, por maior que seja a sua força de vontade em seguir adiante na corrida, te obriga a caminhar ou, na melhor das hipóteses, diminuir a intensidade das passadas.

Já passou por essa situação e não sabe exatamente o que acontece no seu corpo? Trata-se da dor de lado, que surge como consequência de um esforço que ultrapassa o condicionamento físico de uma pessoa ou da alimentação inadequada nos momentos que antecederam a corrida.

DIGESTÃO: UM DOS CAMINHOS PARA EVITAR A DOR DE LADO

Quando a dor de lado passa a fazer parte da rotina do corredor, a origem do problema pode ser outra: a alimentação errada antes do treinamento. Fazer atividade com o estômago cheio ou ingerir alimentos pesados e bebidas com gás pouco antes de correr pode melar a sua corrida e gerar o mal-estar. A primeira reação de Lucas Cintra, da assessoria esportiva paulistana Deluka, quando vê um de seus alunos com o incomodo na região é perguntar sobre alimentação e hidratação, tese confirmada por Diego Leite de Barros.

Cada um tem um processo de digestão e, durante o caminho que o alimento percorre, esófago, estômago e intestino pedem tempos diferentes para digerir tudo. ”Quando há um esforço físico, existe um impacto no organismo. Dependendo do ritmo e do alimento, o impacto pode ser maior ou menor”, acrescenta a nutróloga Nathali Oliani.

COMO EVITAR A DOR DE LADO?

No momento da dor aguda, parar o exercício ou reduzir o ritmo para uma caminhada trará alívio de forma rápida. Se você se sentir confortável novamente, tente retomar o padrão anterior de ritmo. Caso sinta a dor de lado frequentemente, é preciso rever a proposta de treino para saber se o índice trabalhado não é mais alto do que o ideal.

Ultrapassar a capacidade de produção anaeróbia só trará prejuízos ao corpo, não benefícios. Aumente sua intensidade nos treinos sem exageros e seja coerente no seu planejamento para as provas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.